Comprar ou alugar? Veja algumas dicas para escolher o tipo certo de negociação para você e sua família.

 

Realizar uma mudança residencial e buscar pelo imóvel ideal para a família é uma verdadeira aventura. São diversas opções no mercado e, em um primeiro momento, você pode ficar perdido em meio a tantas ofertas.

Mas, afinal, como escolher da melhor forma o imóvel perfeito para a sua família diante de tantas possibilidades? Para não acabar tomando uma decisão errada, é preciso estar atento a uma série de questões.

Não se preocupe, pois reunimos neste post algumas das principais dicas para ajudar você a ter sucesso na busca pela nova residência de sua família e evitar uma série de dores de cabeça no processo. Confira a seguir e boa leitura!


COMPRAR OU ALUGAR?

Você pretende comprar a casa própria ou alugar algo? Essa é uma das primeiras perguntas que devem ser respondidas e a resposta ideal vai depender muito não apenas de suas condições financeiras, mas também de seu planejamento.

Não existe uma opção melhor do que a outra. Em ambas as alternativas, podem haver vantagens e desvantagens, sendo que cabe a você decidir qual das duas é capaz de satisfazer às suas necessidades da melhor forma. Veja mais detalhes sobre cada uma delas abaixo:

COMPRAR

A compra de um imóvel pode ser feita de duas maneiras distintas. Uma delas é à vista, quando você dispõe de todos os valores necessários e o negócio é feito diretamente com o proprietário. Essa é a melhor opção de compra, pois não há nenhum tipo de dívida com o banco, sendo necessário apenas assinar a “Promessa de Compra e Venda de Imóveis” e realizar o pagamento, passando todos os documentos para seu nome.

Outra alternativa é o financiamento habitacional, que é o modelo utilizado quando você tem apenas parte do dinheiro ou uma pequena entrada, sendo que o banco deve dispor do restante, sob uma taxa de juros e sujeito à análise de crédito.

Aqui, é preciso fazer uma pesquisa a fundo para decidir qual é a melhor instituição em relação à taxa de juros e encargos cobrados, para poder realizar o melhor negócio possível.

Além disso, o banco exige uma série de documentos e também realiza uma avaliação in loco do imóvel, na qual um engenheiro é designado para verificar se o valor declarado para a compra condiz com a realidade do mercado.

VANTAGENS DE COMPRAR UM IMÓVEL

São várias as vantagens de se optar pela compra de um imóvel em vez do aluguel. Como a residência é sua, você poderá realizar qualquer tipo de reforma sem a necessidade de comunicar a um possível proprietário.

Não existe a necessidade de se mudar ao final do contrato ou que o senhorio peça o imóvel a qualquer tempo. O imóvel pode valorizar com o tempo, o que também conta para o seu patrimônio e como um investimento para o futuro.


ALUGAR

O aluguel é outra opção disponível para quem procura um imóvel. Com bem menos exigências do que na compra, alugar uma residência pode ser feito de duas formas distintas.

A primeira é diretamente com o proprietário do imóvel. Mesmo que algumas pessoas ainda realizem o chamado “acordo de boca”, ou seja, apenas um acerto verbal sobre as regras a serem seguidas, o ideal é realizar um contrato em cartório. Assim, ambas as partes estarão protegidas contra possíveis problemas, como a quebra do acordo, cuja ocorrência deve exigir a cobrança de multa da parte responsável pelo descumprimento.

A segunda opção é o uso de um intermediário, geralmente, uma imobiliária, que fica responsável pela administração do imóvel e todos os problemas que possam vir a acontecer com o inquilino. As imobiliárias costumam ser bem mais exigentes e, por conta disso, a documentação necessária para realizar o aluguel é maior.

Além disso, deve-se ter em mão o chamado “caução”, um valor de segurança, pago no início do contrato e devolvido ao final caso não haja nenhum problema. Algumas imobiliárias estão deixando de cobrar de seus inquilinos a obrigatoriedade de um fiador e abrindo a possibilidade do pagamento de um seguro fiança, o que facilita o processo de aluguel.

VANTAGENS DE ALUGAR UM IMÓVEL

Caso você seja uma pessoa que não gosta de ficar muito tempo no mesmo lugar, ou tem um emprego que exige que se mude de tempos em tempos, o ideal para você não é a compra, mas o aluguel.

Outro ponto que deve ser analisado é que, ao alugar um imóvel, a responsabilidade pela manutenção desse é do proprietário do imóvel. Sendo assim, você pode entrar em contato para que ele resolva qualquer problema — ou a imobiliária, se for o caso.

Investir o dinheiro da compra em algum outro ativo enquanto mora de aluguel é outro ponto que pode demonstrar a vantagem desse modelo. Digamos que você tenha R$ 400.000,00 para realizar a compra de um imóvel. Ao realizar a aplicação desse dinheiro no Tesouro Direto, por exemplo, você pode obter um rendimento de até 1%, ou seja, R$ 4.000,00, sendo que, em muitas cidades, o aluguel de um local como esse pode ser encontrado por R$ 2.000,00.

Comprar ou alugar tem seus prós e contras e, para decidir qual é a melhor opção para você, é preciso analisar todos os detalhes de ambas as opções em relação às suas atuais condições e objetivos.


Fonte: Moving Imoveis

Comentários

Postagens mais visitadas