Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

Nova alta da Selic não deve impactar otimismo do mercado imobiliário

  De acordo com Rodrigo Luna, vice-presidente de Habitação Econômica do Secovi-SP, ajuste na taxa de juros é necessário e a demanda por habitação segue aquecida Apesar do  reajuste da Selic para 4,25% ao ano  na última reunião do Copom (16/junho), o percentual ainda é baixo se comparado ao patamar de 14,25% — praticado entre 2015 e 2016 – e volta a registrar o mesmo índice de fevereiro de 2020, antes da pandemia. “Esse aumento de juros é muito pequeno perto do que a gente tem como linhas do crédito imobiliário. E mesmo que no futuro tenhamos outros aumentos, ainda há espaço para se manter as linhas atuais”, avalia o vice-presidente de Habitação Econômica do Secovi-SP, Rodrigo Luna. A alta coincide com o anúncio da Caixa Econômica Federal de que a  concessão de crédito imobiliário cresceu 41,4%  entre janeiro e maio deste ano, em comparação ao mesmo período do ano passado. Só nos 5 primeiros meses de 2021 foram R$ 52,4 bilhões concedidos, o que significa 240,6 mil novos contratos. A pró

Últimas postagens

Plantas para apartamento: 20 opções para ter em seu lar

Tijolo à vista: tipos, como usar e exemplos para se inspirar

Veja como o PIX pode movimentar o Mercado Imobiliário

Regularizar um imóvel no Cartório de Notas, tire suas dúvidas